A internet como fator de legalização

Em conversa sobre mídia e drogas,  o jornalista e fundador do Fluxo – estúdio de jornalismo, Bruno Torturra, falou ao Smoke Buddies sobre a importância da internet proporcionando melhores conteúdos midiáticos com maconha.

 A internet como fator de legalização

Foto de divulgação.

O jornalista Bruno Torturra, membro da Rede Pense Livre e escritor de diversos conteúdos sobre drogas, durante o 5º Simpósio Internacional Maconha Outros Saberes, criticou a forma como a imprensa tradicional cobre o tema da maconha. Para o jornalista, “…a maconha não é restrita apenas a uma editoria, seja a de polícia ou seja a de saúde. Como é que a gente não consegue cobrir maconha no caderno de economia? Como é que a gente não consegue também cobrir maconha no caderno cultural?” 

Bruno, que hoje é ex-usuário de cannabis, revelou que no ano em que começou a fumar maconha foi o mesmo ano em que ele acessou pela primeira vez a internet e considera que:

“…a digitalização e a hiperconectividade foi absolutamente fundamental pro avanço gigantesco que a gente teve na conversa sobre esse assunto [maconha] nos últimos 20 anos.” 

 A internet como fator de legalização

Os jornalistas Fernanda Mena e Bruno Torturra durante o 5ª Simpósio Maconha Outros Saberes.

A partir dessa observação de Bruno, o Smoke Buddies analisou e buscou conhecer quem são os produtores de conteúdo sobre maconha genuinamente brasileiros e como esse mercado se relaciona com o futuro da legalização brasileira – em breve aqui no Smoke Buddies.

Foto de capa: The Cannabist Show (foto da internet).