Paula Lavigne fuma maconha no Uruguai e defende mudança na lei: Lugar de maconheiro não é na prisão

Fonte: Extra

Em viagem a Montevidéu, a atriz e produtora brasileira fala sobre a legalização da maconha no Brasil, comparando a atual situação da erva em nosso hermano uruguayo. – um país que, apesar da pouca distância física, está anos-luz a frente dos brasileiros. As informações são do Extra

Em viagem por Montevidéu, no Uruguai, Paula Lavigne resolveu compartilhar um vídeo que está dando o que falar. Nele, a produtora de cinema aparece com um amigo fumando maconha no meio da rua e fala da liberação da erva no país. Ela, que é casada com Caetano Veloso, também defende a legalização da erva no Brasil.

“Estamos aqui na rua, em Montevidéu, com um baseado na mão, superlegalizado, sem problema nenhum, coisa que a gente tem que fazer no Brasil. Aqui você pode plantar seis plantas em casa e fumar em qualquer lugar”, começa a produtora.

“Então, a gente tem que descriminalizar a maconha no Brasil para abrir vaga nos presídios para os políticos. Lugar de maconheiro não é na prisão”, continuou. “É na rua!”, complementou o amigo, o também produtor Tino Monetti.

Video Paula Lavigne no instagram

Após a repercussão do vídeo, Paula voltou ao Instagram na tarde desta quarta-feira e fez um desabafo rebatendo as críticas que vem recebendo: “Não estou mandando ninguém fumar maconha”, avisou.

Leia na íntegra:

“Esclarecendo pra alguns que não alcançam o raciocínio: não estou mandando ninguém fumar maconha e, sim, militando pela descriminação dessa. Alguém vai ter coragem de dizer que o álcool devia ser proibido? Qual o valor medicinal do álcool? Muitos países já viram o potencial medicinal da maconha, e no Brasil a pessoa ainda é detida pela polícia se estiver usando maconha. É crime! Álcool vicia muito mais, e no Brasil até menores bebem, não há controle! O nome disso é hipocrisia!”.