Fone: (11) 3586-4310    FALE CONOSCO

0Item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
 Pai de ativista, portador de Parkinson, usa pela 1ª vez óleo de maconha

A normalização dos usos e debates sobre a maconha deve começar dentro de casa. E é isso que o ativista Vela Seiva Roxa tem feito há algum tempo. Agora, neste Koé Lavé??, Disaró mostra seu pai utilizando o extrato de cannabis para cessar os tremores provocados pelo Mal de Parkinson.

Quando tirarmos o assunto maconha do armário, da gaveta, o levarmos para a sala de estar e dialogarmos com a família é que detonaremos os mitos e preconceitos enraizados por conta da proibição.

Daniel Disaró, mais conhecido como Vela Seiva Roxa, já normaliza o debate em família e diante da sociedade há tempos. A primeira vez que o rapper canábico normalizou o tema em família, o que se tornou público, foi com a sua mãe por conta de uma foto dos dois juntos, postada no Smoke Buddies, o que levou à gravação do vídeo Mãe de Maconheiro, que veio a público mostrando que quem é mãe aceita, cuida e debate sem preconceitos o tema.

“A nossa militância começa em casa, se você não consegue normalizar o assunto no lar como você conseguirá legalizar o país que você vive”. – Seiva Roxa

Agora é a vez do seu pai José Eduardo, 56 anos, portador do mal de Parkinson que utilizou o óleo de maconha para fins medicinais. Assista o ‘Koé Lavé??’ e veja a notável melhora do Sr. José após usar o extrato na forma comestível e vaporizada. O resultado é EMOCIONANTE!

O que diz a ciência?

De acordo com novo estudo clínico, pacientes que sofrem com os sintomas da doença de Parkinson experimentam uma redução da dor e melhora da função motora após inalar maconha.

Conduzido por cientistas da Universidade de Tel Aviv e do Centro Médico Rabin, em Israel, o estudo envolveu 20 pessoas com mal de Parkinson e mostrou que os pacientes que fumaram maconha viram uma melhora significativa nos sintomas após 30 minutos.